Técnicas, conceitos e troca de experiências

Deitado sobre o Universo

Para este Yôganidrá siga as recomendações básicas como local, posição e afins.

Coloque a gravação do ÔM contínuo do Mestre Carlos Cardoso.

Deite-se, feche os olhos, suavize a respiração.

Abando-se completamente, entregando-se inteiramente a descontração.

Faça uma prazerosa e profunda inspiração; vagarosamente expire, aproveitando a sensação de estar se desmanchando.

Descontraíndo músculos, nervos, articulações, ligamentos, orgãos.

Repita a respiração mais algumas vezes afrouxando profundamente a cada expiração:

Emoções.

Pensamentos.

Entregando-se completamente as sensações.

Lembre-se, permaneça lúcido e desperto. Atento as suas mentalizações, gerando o máximo de visualizações para ajudar a intensificar os efeitos do Yôganidrá.

Do que aqui será descrito, filtre e assimile somente o que desejar.

Preste intensa atenção ao som do ÔM contínuo, considerado o som do Universo, por talvez traduzir pela voz humana o som de expansão deste.

Concentrado neste som, procure perceber sua vibração envolver toda a atmosfera a sua volta. Fazendo vibrar na mesma tônica todas as moléculas das paredes, do teto, do solo e do ar. Até que esses se desfaçam em particulas cada vez menores desmanchando-se.

Então, envolvendo o seu corpo, ou seja, não há mais paredes, teto, ou solo, seu corpo é sustentado pelo corpo sonoro do Universo.

Vivencie o toque do som envolver todo a extensão da sua pele, dos pés a cabeça, como a produzir uma micro massagem.

Conduza essa vibração para dentro do seu corpo, fazendo-a penetrá-lo pelo trikuti (região interciliar localizada na raiz das narinas).

Lembre-se, permaneça lúcido e acordado, visualize imagens clara e vividas e explore todos os seus sentidos para experenciar profundamente o que mentaliza.

Perceba o som entrar por este caminho, alcançando o seu ajña chakra (centro de força responsável pela meditação, localizado no trikuti), fazendo-o brilhar na cor dourada, emanando uma profunda e prazeroza sensação de bem-estar, segurança e descanso.

Passe a ouvir o som do ÔM Contínuo emando deste ponto, reverberando os átomos, moléculas e células vizinhas, espalhando essa sensação de descontração, afrouxando, descontraíndo e esculpindo ao mesmo tempo.

Reverberando som e luminosidade, envolvedo caixa craniana e cérebro com a prazerosa sensação de reconfortante entrega ao descanso, passando do a vibrar e pulsar, emitindo ondas que vão espalhar essa sensação por todo o cranio, e orgão: músculos e globos oculares, narinas, maçãs do rosto, lábios, língua, gengivas, afrouxando o maxilar, garganta, nuca e couro cabeludo.

Aproveite para visualizar e ouvir o som sendo emitido por cada célula, reverberando de dentro para fora. Brilhando e pulsando por onde passar, e através dessa vibração aumentando o espaço entre moléculas e átomos, permitindo que se movimentem com mais liberdade para reorganizar toda a sua arquitetura biológica, construindo um corpo e uma consciência mais perfeita, de acordo com a suas mentalizações, de acordo com as exigências propostas pela prática que fizemos (quando dentro do contexto do sádhana)

E assim gere mais descontração, e mentalize o detalhado aperfeiçoamento da estética e das funções orgânicas. Imagine que seu corpo se torna cada vez mais eficaz e eficiente, em se regenerar, rejuvenescer, em produzir mais e mais energia e vitalidade. Determine que quanto mais você realiza, mais energia ele produz. Ao contrário do padrão comum, quanto mais você executa suas atividades, mais e mais energia ele gera.

E assim sendo, partindo da nuca, conscientemente conduza essa crescente energia em forma de som penetrando o seu corpo, se espalhando pelo pescoço, costas, primeiro a dorsal, depois a lombar, envolvendo a coluna vertebral, de baixo a cima. Descontraindo, relaxando, esculpindo… ombros, braços, cotovelos, ante-braços, mãos e dedos…

Penetrando cada minúsculo caminho por entre veias e artérias, transbordando e modelando a perfeição estética e funcional… o tórax, músculos e costelas, em seguida orgãos internos, abdomen e órgãos internos, quadris e órgãos pélvicos, glúteos, músculos, veias, artérias das coxa, joelhos, pernas, calcanhares, pés e dedos.

Enfim sinta-se o seu corpo inteiro como uma massa de energia sonora, irradiando o som na mesma tônica que o Universo, sinta-se completamente imerso e penetrado, como parte e como o todo em expansão. Capaz de gerar todos os aperfeiçoamentos no seu corpo físico, emocional, mental e intuicional.

Então deixe aflorar o que há de mellhor em você, esculpindo a imagem que tem de si mesmo, exacerbe apenas o que realmente é importante. Deixe transbordar seus melhores pensamentos e sentimentos e que tudo isso agora tornesse a argamassa que vai dar novamente forma, renovada de você mesmo, com mais sáude, vitalidade, etusiasmo, auto-estima, felicidade inefável.

E deitado confotavelmente sobre o Universo, gozando dessa profunda sensação de satisfação, mentalize uma realização pessoal. Sugestão:

Pode ser uma transformação ou aperfeiçoamento no comportamento, na forma como vê e recebe as situações, determinando uma nova reação. Visualize como se fosse a cena de um filme, em cores vivas. Por exemplo uma cena de estresse cotidiana e costumeira, na qual você sempre se altera, reage explosivamente e depois contabiliza mais amargura, desconfiança, e tristeza pela forma como as coisas ficaram e como você reagiu.

Quando estiver realizando esta reprogramação emocional, evite manisfestar estes sentimentos, apenas determine a situação previamente e conduza dessa forma.

Visualize o local, pessoas, situação, o desentendimento e você. Mas desta vez não vai permitir envolver-se neste empasse emocionalmente. Materá a calma e a ampla capacidade de observação. Consciente de que nada do que é dito e expressado pelas pessoas envolvidas,traduz o que realmente pensam ou sentem. Observando do alto da lucidez você percebe o que realmente está acontecendo e com muito carinho, oferece uma solução que agrada a todos, mesmo que aparentemente você saia perdendo, todos se acalmam, percebem o erro, reconhecem o seu exemplo, e você sai dessa história com a carisma e imagem revitalizados, com uma profunda sensação de alegria, satisfação e bem-estar, sem assimilar 1g sequer de estresse, por ter gerado o entendimento entre os todos.

Encerre a mentalização curtindo a sensação residual dos sentimentos gerados, assimilando-a de forma a influenciar seus pensamentos, sentimentos e corpo físico.

E então, retorne, lenta e gradualmente, do mais sútil ao mais denso. Primeiro visualizado que seu corpo se recompõe, depois o teto, paredes e solo. Enquanto retorna, procure sentir o som ainda reverberando na porta de entrada, no ajña chakra.

Ampliando a sensibilidade auditiva, a respiração, sentindo o tato do ar em seus pulmões, movimente a língua e os lábios, abrindo os olhos vendo cores e formas, então movimente o corpo todo espreguiçando-se instintivamente e abrindo um largo sorriso enquanto se senta de pernas cruzadas, coluna ereta e olhos fechados.

Se for praticar samyama (meditação) proceda dessa forma.

Foque na sensação de ter uma pequena esfera dourada e brilhante de energia condensada como um sol, encrustrada em seu ajña chakra, irradiando brilho e o som.

Deite toda sua atenção nessa imagem, tato e som… de 5 a 20min.

Tente fazer essa prática inteira uma segunda vez, sem o uso da gravação, mas apenas o registro da memória.

Alan Hecktor

SwáSthya Personal Trainer | Lifestyle Coach

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s